“E toda a carne verá a salvação” Lc. 3:6.

Além do versículo no cabeçalho desta carta, vejamos também outros dois versículos que dizem respeito da salvação: E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo”. At. 2:21; “Olhai para mim, e sereis salvos, vós, todos os termos da terra; porque eu sou Deus, e não há outro”. Is. 45:22.

Ao lermos os versículos acima vemos quão maravilhosos eles são, pois, deixam claro que a salvação de Deus é estendida a todos os homens. Porém, é perigoso ler tais versículos de forma isolada, sem entender todo o contexto do plano de salvação, pois, se assim o fizermos, pode-se concluir erroneamente que Deus salva a todos independentemente do nosso arrependimento, já que Deus é misericordioso, ficando de fora destes versículos àquilo que diz respeito à ira de Deus sobre todos os pecadores!

Ao estudarmos as escrituras, vemos que Deus é sim misericordioso, porém, também é um Deus que exerce justiça sendo juiz justo, e como tal ele exerce justiça através de sua ira. A ira de Deus, portanto, é sua justiça em ação, onde ele não pode de maneira alguma ignorar o pecado, e os que cometem pecado estão debaixo de sua ira e pagarão amargo preço. Falando de forma clara e direta, isso significa que, aqueles que não se arrependerem de seus pecados, permanecem debaixo da ira de Deus e quando Ele aplicar a sua justiça jogará suas almas no inferno! Vejamos abaixo alguns versículos que falam a respeito disso: “Dizia, pois, João à multidão que saía para ser batizada por ele: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira que está para vir? Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento, e não comeceis a dizer em vós mesmos: Temos Abraão por pai; porque eu vos digo que até destas pedras pode Deus suscitar filhos a Abraão. E também já está posto o machado à raiz das árvores; toda a árvore, pois, que não dá bom fruto, corta-se e lança-se no fogo.” Lc. 3: 7-9.

Nos versículos acima, João está pregando sobre a necessidade de arrependimento, pois, sem isso, é impossível escapar da ira de Deus. O arrependimento verdadeiro consiste em reconhecermos nossa condição de pecadores e entregarmos nossa vida a Cristo para assim sermos perdoados de nossos pecados e garantirmos a salvação eterna. Veja que João no mesmo texto diz de forma metafórica que, a árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo. A árvore somos nós, os seres humanos, o machado, a ira de Deus, o fogo, destruição eterna, ou seja, o inferno!

Portanto, não há como se escapar da ira de Deus a não ser através do seu filho Jesus Cristo. Isso quer dizer que, temos que aceita-lo em nossas vidas como nosso Senhor e Salvador, e apenas desta maneira não mais estaremos debaixo da ira de Deus.

Não se engane, a humanidade confunde a longanimidade de Deus com permissividade, ou seja, alguns pensam que quando chegar o final de tudo poderão escapar mesmo com os seus pecados! Contudo, a palavra de Deus é clara e dá um ultimato a todos os homens, que é “arrependa-se ou pereça”. Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece. Jo. 3:36.

A única maneira de se escapar da ira de Deus é crendo em seu filho Jesus Cristo aceitando o sacrifício que Ele fez na cruz por todos os homens, satisfazendo assim a justiça de Deus concedendo perdão incondicional a todos que o professam como seu Senhor e Salvador! Arrependa-se hoje mesmo dos seus pecados, entregue sua vida a Cristo e mude sua condição de perdido, merecedor da ira de Deus para salvo e herdeiro da vida eterna ao Seu lado!

Deus o abençoe!

Helmo Freitas

Igreja Batista em Casa Verde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *